Seguidores

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

PÁGINAS COLORIDAS

Conta-se que um soldado indo à igreja, permanecia longamente com os olhos fixos sobre um livrinho estranho, sem palavras, que tinha somente quatro páginas com várias cores: amarelo, branco, vermelho e verde.
Um dia alguém lhe perguntou o que fazia com esse livrinho, ele respondeu:
- “Eu quase perdi a visão, mas ainda consigo ler este livro.
 Na página cor de ouro contemplo a majestade de Deus e o adoro; na branca vejo os benefícios recebidos de Deus e o agradeço; a vermelha, com sua cor do sangue, me mostra o efeito dos meus pecados pelos quais Jesus Cristo derramou o seu sangue, e peço perdão de minhas culpas; finalmente a página verde, que é símbolo da esperança, me dá coragem para pedir a Deus todas as graças de que preciso, na confiança que Jesus misericordioso me escutará...”

2 comentários:

  1. Oi Cris!
    Tudo bem? Na graça de Deus!
    Tenho andado com o tempo bem corrido, mas passei para lhe dizer que estou sempre de olho em seu cantinho, ainda q não comente. E te acompanho de perto no face...rs Amei esse texto do post, um querigma das cores para os adolescentes e adultos!
    Paz de Cristo!

    ResponderExcluir
  2. Olá Cristiane, Paz & Bem!!!
    Sei que estava sumido, por diversos problemas e atividades, mas estou retornando com a Graça de Deus... estava sentindo muita falta do convívio com os Catequistas Unidos. O meu blog está cara nova: Biblioteca Virtual, Mensagens, Álbum de Fotos, Filmes Católicos... O blog estará sempre em constante construção para servir cada vez melhor a todos que o visitarem!
    Para comemorar o meu retorno e também o Dia do Catequista deixei lá no blog um cartão feito com muito carinho para você! Acesse este endereço para pegá-lo: http://www.catequistaroberto.com.br/2013/08/feliz-dia-dos-catequistas.html

    Que Deus lhe abençoe sempre e que possamos nos unir cada vez mais no projeto de Evangelização pelas ondas da Web!

    Fraterno Abraço!

    ResponderExcluir

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!"

OBRIGADA POR DEIXAR SEU COMENTÁRIO!