Seguidores

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

EPIFANIA, SUGESTÕES PASTORAIS



Prestemos atenção aos sinais de Deus! Os magos viram uma estrela nova no firmamento, e ela suscitou seu interesse e a sua busca. Foi um sinal que Deus lhes enviou e que, graças à sua atenção, eles decifraram e se puseram a caminho. De fato, no ano 7 a.C. aconteceu a conjunção de Júpiter e Saturno na constelação Piscis. Júpiter representava a soberania universal, e Saturno era a estrela do povo judeu, e Piscis significava o fim dos tempos. Conclusão: na Judéia nasceu o rei do universo, na plenitude dos tempos. Atenção, reflexão, ação! Devemos estar atentos, porque Deus vai semeando, dia após dia, muitos sinais da sua presença e do seu amor eficaz, na pequena realidade da nossa vida e nos diversos acontecimentos da história local, nacional ou internacional. Temos que refletir, pois são sinais, não há evidências, e porque os sinais nos remetem a outra realidade que está além deles mesmos. Depois de interpretados corretamente, devemos passar da atenção e da reflexão para a ação, para que o sinal de Deus frutifique na terra dos fatos concretos. Deus fala hoje também ao homem com palavras e ações; talvez o que esteja acontecendo é que os homens não estão preparados para decifrar a sua linguagem. Os mártires do século XX não são um sinal de Deus? Os milhões de jovens reunidos para as Jornadas Mundiais da Juventude não são uma palavra significativa que Deus nos dirige? E os movimentos eclesiais? E o renascer do espírito religioso e da ânsia de transcendência?... 
Um mundo que tenha algo para oferecer a Deus. Todos os anos, os cristãos celebram o Natal, a epifania. Deus nos é oferecido pequeno e impotente, sobre um presépio ou nas mãos de sua mãe, Maria. O Deus do céu oferecido como Salvador, como amor, como caminho de vida para todos, sem exceção. Por outro lado, o que o mundo oferece para o Salvador? O que nós oferecemos, o que é que cada um de nós oferece? O mundo tem um pouco mais de paz para oferecer àquele que é chamado o "Príncipe da paz"? O mundo tem um pouco mais de solidariedade para com os mais necessitados, sejam indivíduos ou nações, para oferecer a quem quis se tornar plenamente solidário com os homens, menos no pecado? O mundo tem um pouco mais de pão para aqueles que têm fome, mais remédios para os que estão doentes, mais ajuda para a educação daqueles que não têm possibilidades, sabendo que "quando fazemos essas coisas a um destes pequeninos, fazemos para Deus"? O mundo tem um pouco mais de verdade, mais honestidade, mais justiça para aquele que é a Verdade, para aquele que é o Justo por excelência? O mundo pode, a cada ano, oferecer muitas coisas boas a Deus. Cada um de nós é parte deste mundo, pode e deve contribuir para oferecer "algo" para Deus. Você pretende contribuir este ano com quê?

(FONTE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!"

OBRIGADA POR DEIXAR SEU COMENTÁRIO!