Seguidores

sexta-feira, 30 de março de 2012

A Entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém- O Burrinho


Na entrada triunfal de Jesus em Jerusalém fora trazido um burrinho para que o Senhor o montasse e entrasse naquela cidade. Era o primeiro dia de trabalho daquele burrinho, nunca houvera sido montado antes. Estava eufórico com o primeiro emprego.

Chegando à porta da cidade uma grande multidão estava a espera, um alarido muito alto, gritos de Hosana e canções que enalteciam o Mestre. O burrinho todo cheio de si, orgulhoso, porque por onde quer que suas patas fossem colocadas, sobre elas jogavam flores, palmas, mantos. Era demais! Não via a hora de contar para sua mamãe que ficara no pasto e para os seus coleguinhas da fascinante experiência que estava tendo.

Por fim, chegou a hora de retornar para casa. Correndo, não vendo a hora de encontrar com os outros e os primeiros que encontrava à sua frente vai logo despejando as palavras:
Eu sou o burrinho mais feliz do mundo! No meu primeiro dia de trabalho fizeram uma grande festa, porque eu estava iniciando minha jornada como trabalhador.

E contava isso a todos, e inclusive à sua mãe que não demonstrou tanta alegria assim, mas, não pôde falar nada porque o impetuoso filho foi compartilhar com mais alguns que ainda não sabiam da novidade.

No dia seguinte, levantou-se e pensou: Quero voltar lá e reviver aquilo tudo, foi maravilhoso!
Foi, e chegando lá à porta da cidade havia apenas algumas crianças brincando, que ao verem o burrinho começaram a atirar-lhe pedras e a correr atrás dele querendo bater.
Ele volta para o pasto fugido dos seus algozes malfeitores, muito triste.

Não quer conversa com ninguém, com as orelhas murchas, cabisbaixo, chega próximo à sua mamãe e conta a ela como eram ingratos os humanos, pois num dia faziam-lhe festa e em outro o escorraçava.

A mãe em sua sabedoria diz a ele: Filhinho, ontem, você foi com Jesus à Jerusalém, por isso a festa. Hoje você foi sozinho. Sem Jesus, meu filho, você é um burrinho qualquer. Pensem nisso!!!!!!!




segunda-feira, 26 de março de 2012

ANUNCIAÇÃO DO SENHOR

O COELHINHO... e como ele entra na PÁSCOA!


Um passarinho havia contruído seu ninho em uma árvore, perto da casa de Jesus, quando Ele ainda era menino.
Todas as manhãs, Jesus acordava ao som do belo e alegre canto da avezinha.

Certa manhã, porém, Ele foi acordado pelo piar aflito da mamãe passarinho. Jesus espiou e viu que a mamãe passarinho chorava desesperada, pois a raposa havia roubado os seus ovinhos.
O menino Jesus ficou compadecido pelo sofrimento daquela pobre mãezinha e saiu pelo campo, pedindo aos animais que encontrava para o ajudarem a encontrar os ovinhos roubados.
Então perguntou ao gatinho:
- você quer me ajudar a encontrar os ovos da mamãe passarinho?
- Não posso Jesus. Minha dona me encarregou de caçar um rato que vive a roubar queijo na casa onde vivo...
Assim Jesus foi se dirigindo aos animais, mas era inútil. Todos estavam ocupados. O cão cuidava da casa. A formiga trabalhava apressadamente. O grilo estava cansado de cantarolar e pular pelos galhos. Nenhum animalzinho podia ajudar Jesus. Foi então que o coelho colocou a cabeça para fora da toca e disse:
- Jesus, se você quiser, eu posso ajudar.
E saiu pulando pelo campo até encontrar o esconderijo da raposa. Mas que tristeza, ela havia comido todos os ovinhos!
O coelho com pena da mamãe passarinho e querendo agradar a Jesus, teve uma ótima idéia: pediu um ovinho para cada um dos passarinhos que encontrava no caminho de volta e levou a Jesus.
O menino Jesus ficou muito feliz com a idéia do bom coelhinho, e colocou os ovinhos no ninho da mamãe passarinho, que nem desconfiou de nada.
E como recompensa por sua imensa bondade, o coelhinho foi encarregado por Jesus a distribuir ovinhos para as crianças todos os anos na Páscoa!
Mas como Jesus não queria também que os passarinhos perdessem seus ovinhos, resolveu que os ovos seriam de chocolate!


sexta-feira, 23 de março de 2012

RECEITA DE "OVO DE PÁSCOA"


Ingredientes: 

Perdão, Alegria, Paciência, Fé, Perseverança, Vontade de Ser Feliz e Paz. Modo de fazer: 
Misture no recipiente bem lavado da sua alma, chocolate, perdão e alegria. Descanse em banho-maria até que todas as mágoas e rancores sejam depurados. Espere esfriar um pouco, salpicando perseverança e paciência e despeje nos dois lados do coração. Prepare o seu bombom predileto com recheios de paz e vontade de ser feliz. Reze nessa hora. Fé é importante. Desinforme as duas partes moldadas no coração, coloque dentro os bombons, embrulhe com um papel transparente de amizade e esperança. Amarre com fitas coloridas de carinho e mande muitos, muitos, para todos que você considera e prá quem não te entende também... pois é tempo de redenção. O cartão é importante: Quero passar com amor na sua vida e ficar se você me permitir. Feliz Páscoa com chocolate no coração. Feliz Páscoa!!!!

 FONTE: http://www.historiasbiblicas.advir.com

quarta-feira, 21 de março de 2012

CAMINHADA

Às vezes nos sentimos meio perdidos,
Sozinhos e sentimos a necessidade de buscar novos Caminhos para nossas vidas...
Nessa caminhada, encontramos muitas pedras
Que lapidadas transformam-se em
Uma jóia preciosa: a experiência!
Encontraremos pessoas mais novas...
E com elas reaprenderemos a inocência perdida...
Encontraremos pessoas mais idosas...
E com elas aprenderemos a ser maduros...
Aprenderemos que o fogo que queima
Também esquenta as noites de frio...
Em algum momento nossa caminhada
Será interrompida e aprenderemos que foi apenas
Uma pausa  para o descanso da alma...
Às vezes achamos que perdemos algumas pessoas,
Mais depois percebemos que elas é que nos perderam.
Sentiremos medo e solidão,
Mas encontraremos sempre a mão amiga
Daquele que foi crucificado por nós...
E se achamos que a caminhada é longa demais,
 Temos a garantia do abraço sempre aconchegante Daqueles que também dariam a vida por nós:
nossos pais.
Ao final desta grande caminhada que se chama VIDA, Perceberemos que o que realmente importa
São aquelas coisas que podemos carregar
Dentro de nossos corações.
Portanto, guarde somente os bons sentimentos.
 Assim chegaremos com o coração leve
E a mala cheia de boas lembranças...

terça-feira, 20 de março de 2012

SOBRE O PAI NOSSO


O Pai Nosso é a oração ensinada e recomendada por Jesus Cristo.
O Pai Nosso é a oração por excelência, é a oração divina, porque nasceu da inteligência e do coração de Jesus. Vê como absorto em profundo recolhimento, Ele ensina aos discípulos a divina oração. Por ela, dirigimo-nos a Deus com o doce nome de "Pai", pedindo-lhe antes de tudo, a sua própria glória:
1) Que o seu nome seja santificado e glorificado.
 2) Que o seu reino, pelo qual os Apóstolos tanto trabalharam e pregaram, se estenda pelo universo.
 3) Que sua vontade seja feita em toda parte, assim como o próprio Jesus rezou em sua agonia no Hôrto das Oliveiras.
Nas outras quatro petições, pedimos-Lhe graças espirituais e temporais:
 1) Que nos seja dado o pão cotidiano, assim como foi dado a Elias profeta. 2) Que nos sejam perdoados os pecados, como Jesus os perdoou na Cruz e como também aconteceu com Davi, que impediu a morte de seu inimigo. 3) Que nos faça triunfar das tentações assim como fez Jesus no deserto. 4) Que nos livre do mal, assim como livrou Daniel da boca dos leões.
O Pai Nosso - diz Tertuliano - é um resumo do Evangelho, de tôda a Religião. Ele encerra o dogma, a moral e o culto do Cristianismo. Nele se encontra tudo o que precisamos para a alma e para o corpo. É a oração das crianças, dos adultos e dos velhos, dos principiantes e dos perfeitos, de todos enfim. É a primeira e a última palavra do amor divino. Aos pobres dá esperança, aos ricos a pobreza de espírito.
Consola os doentes, fortifica os moribundos. Todos o compreendem, todos encontram nele as doçuras da piedade cristã 

(Cônego Duarte Leopoldo, "Concordância dos Santos Evangelhos", 6.ª parte, cap. 12).

segunda-feira, 19 de março de 2012

HINO A SÃO JOSÉ



Vinde, alegres cantemos, a Deus demos louvor
Ao Pai exaltemos sempre com
mais fervor!

São José, a vós nosso amor
Sede nosso bom protetor
Aumentai o nosso fervor

Quis o Verbo Divino dar-vos o nome de pai
Um glorioso destino para nós impetrai!

São José, a vós nosso amor
Sede nosso bom protetor
Aumentai o nosso fervor

Vós, esposo
preclaro, amantíssimo pai
Dos cristãos firme amparo, este canto aceitai!

São José, a vós nosso amor
Sede nosso bom protetor
Aumentai o nosso fervor