Seguidores

sexta-feira, 27 de maio de 2011

6º DOMINGO DA PÁSCOA- A caixa especial (Quem guarda as minhas palavras)


Técnica usada – teatro – ( pode usar uma música animada de circo e os personagens entrarem fazendo coisas circenses )

Personagens caracterizados _ palhaço – mulher barbada – bailarina – mágico – Zé Perequeté – o domador – narrador

Era uma vez um palhaço que, por onde ele ia, levava consigo uma caixinha de segredos. Ah como ele amava essa caixinha. Ele só deixava a caixinha quando ia trabalhar.

Ahhhh!!! vocês acham que ele deixava a caixinha sozinha ? Que nada! Ele sempre chamava seu assistente, o Zé Perequeté, para poder tomar dela.

O Zé perequeté tinha uma curiosidade louca para saber o tinha na caixinha, mas logo vinha o palhaço para poder censurá-lo e tirava da mão do bobinho o seu brinquedinho.

O povo lá do circo também vivia de olho na caixinha do palhaço...

A mulher barbada não parava de falar :

____É dinheiro!!!! è dinheiro que esse palhaço esconde ali. Bem que eu estou precisando de uns... Se eu tivesse coragem, eu furtava-lhe a caixa.

A bailarina também estava de olho e falava:

_____Dinheiro que nada! Ele guarda são as jóias de família... Ouro, diamantes, brilhantes, esmeraldas. Já posso até me ver com tudo aquilo, em minhas mãos, pescoço, braços, mas pra isso, eu tenho que furtar a caixa do palhaço

O domador também não deixava por menos e dizia:

____ Tenho uma vontade louca de saber o que tem dentro da caixa. Acho melhor domar esse Zé Perequeté e ver o que tem dentro... masiiiiiiiiiii será q eu tenho coragem ?

O mágico, com aquele jeitão de sabe tudo , mas esconde tudo também , vivia calado, contudo todo mundo percebia que ele ficava de olho é na caixa do palhaço.

_____Quantas mágicas eu não faria pra saber o que tem dentro daquela caixa... Daria muito... Muito mesmo!!!!!!

O palhaço andava meio desconfiado dos colegas pedia a Perequeté que redobrasse os cuidados com a caixa.

______Oia bem a caixa, Zé.. Ai dentro eu guardo a coisa mais preciosa que eu tenho e, quando a gente tem uma coisa preciosa, a gente cuida muito bem dela... A gente guarda-a com carinho.

O Zé era meio bobinho... Ou será que de bobinho ele só tinha cara???

Cada vez mais crescia a curiosidade do pessoal do circo sobre o conteúdo da caixa. E o palhaço alertava mais e mais para que o Zé da caixa tomasse conta...

O palhaço, então , foi realizar seu espetáculo e naquela noite... Tudo parecia calmo... Calmo demais... Muito calmo por sinal.. O Zé estava alerta e vigiava a caixa sem parar .. Foi nesse meio tempo que ...de repente.. Deu uma dor de barriga horrível no Zé perequeté e ele ficou louco, suando frio , então ele saiu em disparada, sem rumo, procurando um matinho , uma moita e esqueceu pelo caminho a caixa do palhaço. Prato feito, não é crianças ??

No meio da confusão, a caixa no chão... Era tudo escuridão surgiu uma sombra que levou a caixa num gesto só .. E ficou com ela... Fugindo sem dó. ( um deles enrolado num pano para que ninguém perceba quem roubou a caixa )

Quando o Zé Perequeté retornou ... um susto ele levou... Cadê a caixa????????????

Ele estava morto agora. Como faria para se explicar???? Queria porque queria que a caixa voltasse, ou quem sabe colocasse outra no lugar??? Tarde demais, lá vem o palhaço, feliz da vida sem nada desconfiar

Quando o palhaço chegou,o Zé Perequeté inventou um desmaio e fingiu de morto .

O palhaço ,então, viu que a caixa havia sido furtada e chamava que chamava o Zé pra contar quem havia roubado a caixa ... Mas ele parece que estava morto , não se mexia , ou apenas está disfarçando para não ser morto pelo palhaço de verdade

Todos do circo vieram ver o q estava acontecendo... Diante do que viram, todos ficaram mudos... Ninguém queria falar... Estavam desconfiados uns dos outros

Mas o palhaço não se calou... Falou bem alto para todos poderem ouvir:

______Companheiros, meu tesouro foi roubado. Tenho guardado por toda minha vida a herança que recebi de meus pais. O tesouro que tem ali.. só pertence a mim .. Eu o guardei porque o amo... porque quem ama algoque lhe foi dado , guarda com carinho e para sempre com ele.Eu preciso da minha caixa pra voltar a ser alegre de novo.( e começa a chorar sem parar)

É, gente... a coisa complicou... O palhaço não mais riu... E, por isso, não mais teve espetáculo , porque quem vai ao circo pra ver palhaço triste ?

A alegria do circo se acabou... O show terminou...

O Zé então quis investigar a questão.Procurou de todos as formas um meio de achar o ladrão. Examinou os passos que saíram da moita em direção da caixa e chegou a conclusão que foi alguém do circo que furtou o tesouro do palhaço, pois os passos saiam do circo e voltavam para o circo de novo ! Mas quem seria?Seria a mulher barbada, com aquela cara de babaca? Seria o mágico, com aquela cara de durão? Ou seria a bailarina pensando em ficar rica? Mas também poderia ser o domador, ele sim seria o mentor. Pensa daqui...pensa dali...

Finalmente, andando de um lado para o outro , ele chegou na pista certo e descobriu!!! Encontrou a caixa bem guardada.

Agora será que ele sabe quem era o verdadeiro ladrão?

Vocês já descobriram crianças? Adivinhem então quem roubou a caixa do palhaço?

(fazer um joguinho com as personagens e as crianças perguntando para as crianças se foi o mágico, ou a bailarina, quem sabe o domador ? e eles dizendo que não... até que a mulher barbada vem à frente e se apresenta)

Mulher barbada ____Fui eu!!!!!!!!

Todos _____O quê???????(todos)

O palhaço, então, perguntou:

____Mas ,porque , mulher barbada? Porque roubou a minha caixa?

Mulher - ______É que eu pensei que tinha muito dinheiro lá... E ...eu precisava do dinheiro pra fazer uma depilação com cera quente... É que eu detesto ser barbuda!!!!!! ( snift- chora gritada )

Todos abraçam a mulher barbada., (Mas o palhaço segura a caixa como ninguém)

Zé _____ Palhaço, dá pra você contar o que tem de tão importante na sua caixa?

Palhaço ____Ora, Zé... Tem um presente que ganhei de meus pais que jamais deixei de carregar comigo, porque aquilo que amamos é o que guardamos para toda a vida. Veja só que tesouro era?

(tira a bíblia)

_____Nesta, eu acredito e nesta eu aprendi a perdoar, por isso, mulher barbada, hoje você está perdoada.. Porque não basta só saber que existe a palavra de Deus.. É preciso vivê-la a cada dia... Guardando e amando seus ensinamentos e também colocando em prática tudo que ela nos ensina.

Vamos agora começar nosso espetáculo de novo.

Um comentário:

  1. Que historinha legal. Gostei muito da moral da história! Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!"

OBRIGADA POR DEIXAR SEU COMENTÁRIO!