Seguidores

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O jardim encantado


Dinâmica de entrosamento
Distribuir entre os participantes cartões de cinco cores: azul, verde, lilás, amarelo e vermelho. Cada participante recebe apenas um cartão. Acompanhando a narrativa, os participantes fazem o gesto correspondente ao seu cartão. Ao final, todos partilham a experiência.
Narrativa:
Era uma vez um jardim encantado. Nesse jardim havia muitos canteiros.
Em cada um deles, havia flores de todos os tipos, tamanhos, cores e com os mais variados e deliciosos perfumes. Além dessas características, cada flor possuía um cordão de uma única cor.
No jardim encantado não chovia, embora todas as flores necessitassem de muita água para viver. Por essa razão, as próprias flores desenvolveram a capacidade de se transformar em jardineiras. Assim, elas sobreviviam, regando umas às outras, e com gotas de água de diferentes tipos.
Umas gotas de água se chamavam Olhar carinhoso. Elas eram produzidas e distribuídas pelas flores de cordão azul. Todos os dias, de manhã bem cedinho, as flores de cordão azul se transformavam em jardineiras e regavam cada uma de suas amigas com as gotas de olhar carinhoso. Quando elas passavam, todo o jardim silenciava. Ninguém falava, ninguém ria. Todas as flores, em silêncio, recebiam a quantidade necessária de gotas de olhar carinhoso para viver aquele dia.
Uma outra espécie de. gotas de água chamava-se Palavras de ânimo. Essas gotas eram produzidas e distribuídas pelas flores de cordão verde. Da mesma forma como as anteriores, estas espalhavam entre as companheiras palavras de ânimo que eram sussurradas no ouvido de cada flor do jardim.
Diariamente, todas as flores precisavam de gotas de água chamadas Um aperto de mão. Eram produzidas e distribuídas pelas flores de cordão lilás. A certa altura do dia, essas flores se transformavam em jardineiras e espalhavam apertos de mão carinhosos para cada uma das flores.
As flores do jardim encantado também eram regadas com gotas conhecidas como Carinho no rosto. Quem as produzia e distribuía eram as flores de cordão amarelo. Também estas, diariamente, cumpriam sua função de jardineiras, alimentando as amigas.
Havia ainda umas gotas muito especiais, de que as flores jardineiras precisavam muito. Estas eram produzidas e distribuídas pelas flores de cordão vermelho. Todas as flores esperavam com ansiedade a visita das flores de cordão vermelho. As gotas que elas distribuíam chamavam-se Abraço cheio de amor.
E assim as flores do jardim encantado viviam felizes. Todas davam e recebiam as gotas necessárias para viver numa troca ilimitada. As flores do jardim viviam muitos anos, esbanjando cores e formas lindas, até desaparecerem felizes para dar lugar às novas flores que nasciam diariamente. Estas logo davam e recebia as gotas especiais que faziam daquele jardim um lugar encantado.

3 comentários:

  1. Cris! Simplesmente A-m-e-i essa dinâmica! Achei maravilhosa... para usar com so catequizandos, catequistas... Perfeita! Obrigada por partilhar! Beijo no coração amada!

    ResponderExcluir
  2. Cris, eu novamente...rs... posso publicar no meu blog tb essa dinamica? Obrigada e beijinho, aguardo sua resposta... Fica com Deus!

    ResponderExcluir

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente em suas costas,
Que o sol brilhe morno e suave em sua face,
Que a chuva caia de mansinho em seus campos,
E, até que nos encontremos, de novo...
Que Deus lhe guarde nas palmas de suas mãos!"

OBRIGADA POR DEIXAR SEU COMENTÁRIO!